A arte de viver é simplesmente a arte de conviver... simplesmente, disse eu? Mas como é difícil!

Assim que a pessoa entrega sua individualidade para o infinito da realidade de D'us, pode transformar-se numa versão mais pura e mais elevada de si mesma.

Navigation

Existe desvalorização feminina no Judaísmo?

machismo no judaismo
Somos humanos Ok! Imperfeito certo?

Pois é, a imperfeição humana ocorre em todos os grupos étnicos e religiosos seja, judeus, budistas, cristãos e etc... Porém entre minhas amigas que não são judias, por não conhecerem nossa cultura citam que mulheres judias são menosprezadas intelectualmente de forma geral, só podem ser mães e donas de casa, e mais não podem estudar,mas isso não é bem assim gente! Vamos a uma prova! 


   Judia ortodoxa é nomeada chefe de cibersegurança da agência de espionagem dos EUA

   Isso mesmo uma Judia Ortodoxa no alto escalão de inteligencia da cibersegurança, um cargo que exige intelectualidade e que mostra para muita gente que as mulheres podem sim, estudar e construir suas carreiras até mesmo dentro da comunidade judaica ortodoxa, vertente du judaísmo extremamente tradicionais!
   Anne Neuberger, de Baltimore, trabalhou na NSA na última década. Ela ajudou a estabelecer o Comando Cibernético dos EUA e trabalhou como diretora de riscos, onde liderou os esforços de segurança eleitoral da agência para as eleições de 2018.
   Neuberger disse que as fugas angustiantes de sua família, primeiro do Holocausto e depois da situação de reféns em Uganda depois que o voo da Air France em que seus pais estavam foi sequestrado por terroristas palestinos em 1976, ajudaram a moldar sua visão de mundo.
   Embora seus pais não sejam israelenses, eles foram mantidos pelos sequestradores durante uma semana junto com os passageiros israelenses porque eram judeus.
   "Meus pais tinham passaportes americanos, mas como meu pai usava uma quipá eles sabiam que ele era judeu e decidiram mantê-lo (refém) também", disse ela em entrevista ao Forward. "Uma operação militar trouxe meus pais para casa. Às vezes essa é a única opção".
   "Ameaças daqueles que querem nos causar danos são reais. Temos o compromisso de defender nossa nação de forma legítima. Nossa nação precisa permanecer vigilante quando se trata de segurança cibernética. A NSA faz contribuições embasadas para proteger a nação", disse ela.
Artigo completo no Coisas Judaicas!




Share

Post A Comment:

9 comments:

  1. Em minha opinião o desconhecimento gera o preconceito, muitas pessoas que propagam esses pensamentos errôneos simplesmente desconhecem a cultura judia. Temos muitos exemplos de mulheres judias muito bem sucedidas em suas profissões, Anne Neuberger é um deles.

    ResponderExcluir
  2. No meu ver em alguns países infelizmente a sociedade tenta desvalorizar a mulher, mesmo nos dias de hoje, muito bom saber que uma mulher judia foi nomeada chefe de cibersegurança, isso é uma vitória não só para as mulheres judias mais também para todas as mulheres do mundo, parabéns pra essa mulher incrível, bjs.

    ResponderExcluir
  3. Olá , não tinha conhecimento sobre o judaísmo, seu post me esclareceu algumas dúvidas e pensamentos errôneo sobre .

    ResponderExcluir
  4. oi!
    Esse preconceito e menosprezo por nós mulheres vem lá do inicio da civilização, e infelizmente houve um pouco avanço. Ainda somos menosprezadas em grande parte do mundo...

    ResponderExcluir
  5. Olá Midian!As pessoas falam sem ter o mínimo de conhecimento,para a maioria é mais fácil o preconceito de que a informação real dos fatos.
    A Anne Neuberger está de parabéns,e é um exemplo para todas nós por ser uma mulher bem sucedida graças as suas lutas e determinação,vencendo o preconceito e os desafios,principalmente a ignorância das pessoas.
    Post bem esclarecedor para os que julgam as mulheres judias sem o menor conhecimento.Bjs

    ResponderExcluir
  6. Sei que o post faz um breve relato sobre a mulher judia. Mas infelizmente a desvalorização é de forma universal. Mas aos poucos estamos ganhando espaço na sociedade.

    ResponderExcluir
  7. Existem muitas afirmações que vem do desconhecimento, este é um caso. Existe desvalorização em diversos meios, até mesmo entre as mulheres.

    ResponderExcluir
  8. Muito interessante o seu post, mas acredito que o preconceito e desvalorização com a mulher aconteça em todas as culturas e países (ou em pelo menos maior parte), Infelizmente. Sobre as mulheres judias, especificamente, eu nunca ouvi ninguém falar que elas não podem trabalhar ou estudar, mas é triste saber que existem pessoas que propagam este tipo de pensamento limitado e ignorante sobre as mulheres judias.
    Gostei demais do seu post e de conhecer mais uma mulher poderosa, inteligente e judia. <3

    ResponderExcluir
  9. O preconceito é algo horrível, ainda mais quando o assunto é sobre mulheres. Eu não conheço o judaísmo tão a fundo, mas por meio da bíblia e estudando um pouco sobre o holocausto, pude entender um pouco sobre a cultura e costumes.
    Ótimo post. Abraço

    ResponderExcluir

Comente aqui!